uma cerveja
independente

Democrática na visão, descomprometida na posição, a Cerveja Musa apesar de marca séria,
não se leva demasiado a sério. Toda ela é boa atitude e insensatez. Atenta ao mundo e ao
que nele se passa. Sem vínculos, amarras ou preconceitos, a Cerveja Musa está sempre
livre para experimentar e surpreender. Tem a leveza do século XXI.

uma cerveja
independente

Democrática na visão, descomprometida na posição, a Cerveja Musa apesar de marca séria, não se leva demasiado a sério. Toda ela é boa atitude e insensatez. Atenta ao mundo e ao que nele se passa. Sem vínculos, amarras ou preconceitos, a Cerveja Musa está sempre livre para experimentar e surpreender. Tem a leveza do século XXI.

DEMOCRATIZAR A CERVEJA ARTESANAL EM PORTUGAl

A Cerveja Musa desde o início que tem por fim democratizar a cerveja artesanal em portugal. Fazer cerveja que sabe a cerveja, sem truques ou malabarismos. Uma cerveja para todos e não apenas para alguns. Sem presunção ou arrogância, quisemos desenhar uma marca que canta Zappa mas que sabe dançar o pisca-pisca. Cervejeiros que fazem uma pilsner com o mesmo carinho que fazem uma double dry-hopped milkshake triple IPA. Uma vontade genuína de contribuir de forma talentosa para a revolução da cerveja artesanal em Portugal.

DEMOCRATIZAR A CERVEJA ARTESANAL EM PORTUGAl

It is a long established fact that a reader will be distracted by the readable content of a page when looking at its layout. The point of using Lorem Ipsum is that it has a more-or-less normal distribution of letters, as opposed to using 'Content here, content here', making it look like readable English.

Many desktop publishing packages and web page editors now use Lorem Ipsum as their default model text, and a search for 'lorem ipsum' will uncover many web sites still in their infancy. Various versions have evolved over the years, sometimes by accident, sometimes on purpose.

DEMOCRATIZAR A CERVEJA ARTESANAL EM PORTUGAl

A Cerveja Musa desde o início que tem por fim democratizar a cerveja artesanal em portugal. Fazer cerveja que sabe a cerveja, sem truques ou malabarismos. Uma cerveja para todos e não apenas para alguns. Sem presunção ou arrogância, quisemos desenhar uma marca que canta Zappa mas que sabe dançar o pisca-pisca. Cervejeiros que fazem uma pilsner com o mesmo carinho que fazem uma double dry-hopped milkshake triple IPA. Uma vontade genuína de contribuir de forma talentosa para a revolução da cerveja artesanal em Portugal.

as musas
da musa

Esta gente é Musa da cabeça aos pés.
E a Musa é esta gente sem pés nem cabeça.

bruno
carrilho

C.E.O.

Como bom geek pós-moderno, o Bruno é farto em idiossincrasias. Com formação em Economia, gosta muito mais de ler sobre astro-física, evolucionismo ou história do 3º reich. Foi praticante federado de ténis, natação e polo aquático, já correu algumas maratonas, mas o que gosta realmente de ver é baseball, rugby e ciclismo. Trocou uma carreira corporativa e demasiadas horas dentro de aviões para poder aprofundar o seu geekismo e, nos intervalos, dedicar-se ao mundo da cerveja artesanal que descobriu nos Estados Unidos.

Estilo: Indie Rock
Cerveja: Born in the IPA


bárbara
simões

Marketing e Comunicação

A Bárbara é a alma da Musa, responsável máxima pela nossa comunicação, gestão de marca e desenvolvimento de novos produtos. Foi a primeira pessoa a juntar-se, um ano depois, ao triunvirato de barbas que fundou a Musa. Se fôssemos um clube de futebol seria a nossa sócia #1 e teria direito ao melhor camarote. Tem um coração gigante, onde cabemos todos nós e, provavelmente, o resto do mundo.

Estilo: Samba        
Cerveja: Baltic Sabbath


francisca
camejo

Fábrica da Musa

"O queq vai ser?" sai-lhe da boca com a maior facilidade. É característica de quem sabe e gosta de receber. Não deixa ninguém de copo vazio e sabe enchê-lo como ninguém.
É a Francisca, a tasqueira residente.

Estilo: Rock Industrial
Cerveja: Psycho Pilsner


iván
prego

Financeiro

Careca das caricas, um verdadeiro senhor a pregar sermões e a martelar o juízo nos processos, métodos, sistemas. É higiénico com palavras, planos e organogramas, e não tolera que se tropece em percalços e más combinações. Mas é também com as palavras que brinca e nos faz gargalhar. Tem piada até na unha do pé e é prego a fundo na chacota, no escárnio e no amor. Um caso bicudo. É o que é.

Estilo: Música Clássica
Cerveja: Born in the IPA


inês
Ramalho

Marketing e Comunicação

É com enorme elegância que a nossa “mai nova” desfila entre fermentadores, caixotes de papelão e paletes de garrafas. Vinte e quatro anos de gente, mas a sensibilidade e o bom gosto de um clássico da Jane Austen. É na comunicação da marca que vai pregando as suas partidas e jogando o seu charme.

 

Estilo: Jazz
Cerveja: Filhos da MadrugAPA


fábio
nobrega

Produção

Fábio é Algarvio. Um homem do sul da Europa, com barba do Norte. Odeia ervilhas, mas adora azeitonas, sours e passar tempo na cozinha. Tem pendurado no queixo uns resquícios de mau feitio, mas é um verdadeiro doce. No trato, nas conversas, no coração. Fábio bebe como quem beija e faz cerveja como quem ama e nunca nunca as abandona. Mesmo ao fim-de-semana faz sempre uma visita às meninas dos olhos dele. Fábio é Fábio. Diz o Lima. E é mesmo.

 

Estilo: Rock Psicadélico
Cerveja: Psycho Pilsner


pedro
silva

Produção

O Pedro Silva está com a Musa desde as primeiras garrafas e, por isso, é já o dono dos engarrafamentos e da engarrafadora. Entrou para a Musa de fininho e muito fininho, mas tanto ferro puxou, tanta caixa carregou que é já o dono das costas mais largas cá do sítio. E mais? Adora hip hop tuga, passa muitas horas no tik tok e depois destes anos todos gosta finalmente de cerveja.

Estilo: UK Drill
Cerveja: Psycho Pilsner


maíra
patraquim

Musa da Bica

A Maíra está connosco desde o princípio e sobrevive às tempestades com uma enorme sensatez. Atrás do balcão ou em cima dele, a Maíra é dona de uma compulsiva vontade de ser feliz e fazer feliz os que estão à volta dela. Tem um coração daqueles grandalhões e uma enfurecida fúria de viver. É difícil não gostar dela, mesmo quando traz nas costas zero horas de sono e uma vontade gigante de nos mandar a todos dar uma volta.

Estilo: Jazz
Cerveja: Red Zeppelin


bruno
teixeira

Produção

Dá-nos uma tareia de boas maneiras todas as manhãs com aquele "bom dia para ti também", e faz-nos querer dançar com a rotuladora a toda a hora. Chama-se Bruno e trouxe o tarraxo para a fábrica e a ginga lá do bairro para os nossos dias. É todo boa onda, boa energia, boa cena. Tás a perceber. Ya?

Estilo: Rap
Cerveja: Mick Lager


marta
nery

Comercial

Campeã nacional de skate durante 5 anos, a nossa Marta leva o lema do tudo sobre rodas a um estatuto de alta competição. É também a alta velocidade e com imensa pedalada que a Marta corre o país de Centro a Sul a evangelizar a palavra da Musa. Cuidado com ela!

Estilo: Deep House
Cerveja: All Hopologies


pedro
castro

Bares Musa

É o pai de todos nós. E sabem o que isso implica. Puxões de orelhas, reprimendas, gritos altos e muito amor. O rezingão dá-nos cabo do juízo à mínima falta de atenção e tritura-nos a paciência quando quer tudo absolutamente no sítio. Mas é por afeição que nos chama à razão, por amizade que nos tenta pôr a todos na linha. Pai sofre.

Estilo: Rock
Cerveja: Frank APA


rita
vián

Musa da Bica

A Rita é fado na voz. É fado nas costas enxutas. É fado no nariz que sempre arrebita. Mas esqueçam o campo semântico do fado na semiótica da Rita. É que ela é sorriso aberto e pragmatismo nos ombros. En(canta)dos? Nós também.

Estilo: Fado, né
Cerveja: Red Zeppelin


josé
veríssimo

Comercial

O Zé vive todos os dias como se o mundo fosse acabar no dia seguinte. Gosta muito de se divertir, se possível, com um copo de whisky na mão e um copo de vinho na outra. Cerveja é que nem por isso. O nosso Director Comercial é aquele bon vivant de sorriso bem rasgado. O desgraçado está no Porto e nós sentimos a falta dele todo o santo dia.

Estilo: Electrónica
Cerveja: Whisky


francisco
jacob

Comercial

Tem o peso do profeta no cartão do cidadão. Francisco Jacob foi a sorte que os pais lhe deram e que agora tão bem carrega para todo o lado. Caixeiro viajante é o que nos diz quando abre a mala do carro e se prepara para espalhar o néctar mais inspirado pelo centro e sul do país. Estejam atentos, que ele anda aí.

Estilo: Tudo menos Reggaeton
Cerveja: Frank APA


bruna
Oliveira

Fábrica da Musa

Fala português com sotaque do interior de São Paulo. Menina de Santa Bárbara d’Oeste enrola os rrrr com aquele jeitinho doce e determinado que só ela sabe fazer. Batuqueira, fã de cachaça e de dançar descalça, a Bruna é aquele metro e meio de gente com uma grandeza de espírito difícil de alcançar. Mais coisas? É uma friorenta de primeira e em Outubro já veste dois pares de calças e é a maior fã de anime japonês. Quando era mai nova era cara chapada de Avril Lavigne.

Estilo: Música Brasileira
Cerveja: Cookin' Weisse


ítalo
buzeli

Musa da Bica

É dono dos olhos mais doces do plantel. E tem um sorriso onde apetece dormir a fazer conchinha. Mas para quê dormir quando se pode passar a noite na balada com canções lambuzadas e danças sem complexos. O Ítalo é o nosso funkeiro da Picheleira, o gato mais gato do pedaço e a gargalhada mais verdadeira. Façam fila!

Estilo: Música Popular Brasileira Cerveja: Frank APA


beatriz dilão

Produção & Eventos

É pianista e promove discos e concertos nas horas vagas. Gosta muito de comer e beber. Mais carne que peixe. Mais vinho que cerveja. Adora ficar horas à volta de uma mesa a roer cigarros e jogar conversa fora. É bem-disposta e tá-se-mesmo bem, a não ser quando acorda. Diz que odeia levantar-se da cama a não ser que esteja longe da sua cama (a viajar, de preferência). É mais campesina, que banhista. Mais de serra do que de mar. E odeiiiaa canela.

Estilo: Indie Rock
Cerveja: Frank APA


vinicius del arco

Fábrica da Musa

Paulista de Diadema, o Vini odeia acordar cedo e, como tal, odeia estas nossas ideias malucas de fazer coisas a começar às 9h00 da manhã. Mas como é de comida que se trata o rapaz vai dando um desconto. É que ele odeia saltar da cama pela fresca, mas adora comer. Muito. Bom. E com chocolate, se possível. Como tal, não se importa nada de saltar para a cozinha e fazer o melhor bolo de chocolate do mundo e caprichar no arroz de feijão. O rapaz está em Portugal há seis anos e esperamos que tenha vindo para ficar.

Estilo: Reggae
Cerveja: Porn in the IPA (sim, Porn)


bruno
carrilho

C.E.O.

Como bom geek pós-moderno, o Bruno é farto em idiossincrasias. Com formação em Economia, gosta muito mais de ler sobre astro-física, evolucionismo ou história do 3º reich. Foi praticante federado de ténis, natação e polo aquático, já correu algumas maratonas, mas o que gosta realmente de ver é baseball, rugby e ciclismo. Trocou uma carreira corporativa e demasiadas horas dentro de aviões para poder aprofundar o seu geekismo e, nos intervalos, dedicar-se ao mundo da cerveja artesanal que descobriu nos Estados Unidos.

Estilo de Música: Indie Rock Cerveja: Born in the IPA


bárbara
simões

Marketing e Comunicação

A Bárbara é a alma da Musa, responsável máxima pela nossa comunicação, gestão de marca e desenvolvimento de novos produtos. Foi a primeira pessoa a juntar-se, um ano depois, ao triunvirato de barbas que fundou a Musa. Se fôssemos um clube de futebol seria a nossa sócia #1 e teria direito ao melhor camarote. Tem um coração gigante, onde cabemos todos nós e, provavelmente, o resto do mundo.

Estilo de Música: Samba        Cerveja: Baltic Sabbath


francisca
camejo

Fábrica da Musa

"O queq vai ser?" sai-lhe da boca com a maior facilidade. É característica de quem sabe e gosta de receber. Não deixa ninguém de copo vazio e sabe enchê-lo como ninguém.
É a Francisca, a tasqueira residente.

Estilo: Rock Industrial     Cerveja: Psycho Pilsner


iván
prego

Financeiro

Careca das caricas, um verdadeiro senhor a pregar sermões e a martelar o juízo nos processos, métodos, sistemas. É higiénico com palavras, planos e organogramas, e não tolera que se tropece em percalços e más combinações. Mas é também com as palavras que brinca e nos faz gargalhar. Tem piada até na unha do pé e é prego a fundo na chacota, no escárnio e no amor. Um caso bicudo. É o que é.

Estilo: Música Clássica   Cerveja: Born in the IPA


inês
Ramalho

Marketing e Comunicação

É com enorme elegância que a nossa “mai nova” desfila entre fermentadores, caixotes de papelão e paletes de garrafas. Vinte e quatro anos de gente, mas a sensibilidade e o bom gosto de um clássico da Jane Austen. É na comunicação da marca que vai pregando as suas partidas e jogando o seu charme.

 

Estilo: Jazz              Cerveja: Filhos da MadrugAPA


fábio
nobrega

Produção

Fábio é Algarvio. Um homem do sul da Europa, com barba do Norte. Odeia ervilhas, mas adora azeitonas, sours e passar tempo na cozinha. Tem pendurado no queixo uns resquícios de mau feitio, mas é um verdadeiro doce. No trato, nas conversas, no coração. Fábio bebe como quem beija e faz cerveja como quem ama e nunca nunca as abandona. Mesmo ao fim-de-semana faz sempre uma visita às meninas dos olhos dele. Fábio é Fábio. Diz o Lima. E é mesmo.

Estilo: Rock Psicadélico   Cerveja: Psycho Pilsner


pedro
silva

Produção

O Pedro Silva está com a Musa desde as primeiras garrafas e, por isso, é já o dono dos engarrafamentos e da engarrafadora. Entrou para a Musa de fininho e muito fininho, mas tanto ferro puxou, tanta caixa carregou que é já o dono das costas mais largas cá do sítio. E mais? Adora hip hop tuga, passa muitas horas no tik tok e depois destes anos todos gosta finalmente de cerveja.

Estilo: UK Drill          Cerveja: Psycho Pilsner


maíra
patraquim

Musa da Bica

A Maíra está connosco desde o princípio e sobrevive às tempestades com uma enorme sensatez. Atrás do balcão ou em cima dele, a Maíra é dona de uma compulsiva vontade de ser feliz e fazer feliz os que estão à volta dela. Tem um coração daqueles grandalhões e uma enfurecida fúria de viver. É difícil não gostar dela, mesmo quando traz nas costas zero horas de sono e uma vontade gigante de nos mandar a todos dar uma volta.

Estilo: Jazz               Cerveja: Red Zeppelin


bruno
teixeira

Produção

Dá-nos uma tareia de boas maneiras todas as manhãs com aquele "bom dia para ti também", e faz-nos querer dançar com a rotuladora a toda a hora. Chama-se Bruno e trouxe o tarraxo para a fábrica e a ginga lá do bairro para os nossos dias. É todo boa onda, boa energia, boa cena. Tás a perceber. Ya?

Estilo: Rap                Cerveja: Mick Lager


marta
nery

Comercial

Campeã nacional de skate durante 5 anos, a nossa Marta leva o lema do tudo sobre rodas a um estatuto de alta competição. É também a alta velocidade e com imensa pedalada que a Marta corre o país de Centro a Sul a evangelizar a palavra da Musa. Cuidado com ela!

Estilo: Deep House       Cerveja: All Hopologies


pedro
castro

Bares Musa

É o pai de todos nós. E sabem o que isso implica. Puxões de orelhas, reprimendas, gritos altos e muito amor. O rezingão dá-nos cabo do juízo à mínima falta de atenção e tritura-nos a paciência quando quer tudo absolutamente no sítio. Mas é por afeição que nos chama à razão, por amizade que nos tenta pôr a todos na linha. Pai sofre.

Estilo: Rock               Cerveja: Frank APA


rita
vián

Musa da Bica

A Rita é fado na voz. É fado nas costas enxutas. É fado no nariz que sempre arrebita. Mas esqueçam o campo semântico do fado na semiótica da Rita. É que ela é sorriso aberto e pragmatismo nos ombros. En(canta)dos? Nós também.

Estilo: Fado, né.        Cerveja: Red Zeppelin


josé
veríssimo

Comercial

O Zé vive todos os dias como se o mundo fosse acabar no dia seguinte. Gosta muito de se divertir, se possível, com um copo de whisky na mão e um copo de vinho na outra. Cerveja é que nem por isso. O nosso Director Comercial é aquele bon vivant de sorriso bem rasgado. O desgraçado está no Porto e nós sentimos a falta dele todo o santo dia.

Estilo: Electrónica       Cerveja: Whisky


francisco
jacob

Comercial

Tem o peso do profeta no cartão do cidadão. Francisco Jacob foi a sorte que os pais lhe deram e que agora tão bem carrega para todo o lado. Caixeiro viajante é o que nos diz quando abre a mala do carro e se prepara para espalhar o néctar mais inspirado pelo centro e sul do país. Estejam atentos, que ele anda aí.

Estilo: Tudo menos Reggaeton Cerveja: Frank APA


bruna
Oliveira

Fábrica da Musa

Fala português com sotaque do interior de São Paulo. Menina de Santa Bárbara d’Oeste enrola os rrrr com aquele jeitinho doce e determinado que só ela sabe fazer. Batuqueira, fã de cachaça e de dançar descalça, a Bruna é aquele metro e meio de gente com uma grandeza de espírito difícil de alcançar. Mais coisas? É uma friorenta de primeira e em Outubro já veste dois pares de calças e é a maior fã de anime japonês. Quando era mai nova era cara chapada de Avril Lavigne.

Estilo: Música Brasileira Cerveja: Cookin' Weisse


ítalo
buzeli

Musa da Bica

É dono dos olhos mais doces do plantel. E tem um sorriso onde apetece dormir a fazer conchinha. Mas para quê dormir quando se pode passar a noite na balada com canções lambuzadas e danças sem complexos. O Ítalo é o nosso funkeiro da Picheleira, o gato mais gato do pedaço e a gargalhada mais verdadeira. Façam fila!

Estilo: Música Popular Brasileira               Cerveja: Frank APA


beatriz dilão

Produção & Eventos

É pianista e promove discos e concertos nas horas vagas. Gosta muito de comer e beber. Mais carne que peixe. Mais vinho que cerveja. Adora ficar horas à volta de uma mesa a roer cigarros e jogar conversa fora. É bem-disposta e tá-se-mesmo bem, a não ser quando acorda. Diz que odeia levantar-se da cama a não ser que esteja longe da sua cama (a viajar, de preferência). É mais campesina, que banhista. Mais de serra do que de mar. E odeiiiaa canela.

Estilo: Indie Rock       Cerveja: Frank APA


vinicius del arco

Fábrica da Musa

Paulista de Diadema, o Vini odeia acordar cedo e, como tal, odeia estas nossas ideias malucas de fazer coisas a começar às 9h00 da manhã. Mas como é de comida que se trata o rapaz vai dando um desconto. É que ele odeia saltar da cama pela fresca, mas adora comer. Muito. Bom. E com chocolate, se possível. Como tal, não se importa nada de saltar para a cozinha e fazer o melhor bolo de chocolate do mundo e caprichar no arroz de feijão. O rapaz está em Portugal há seis anos e esperamos que tenha vindo para ficar.

Estilo: Reggae           Cerveja: Porn in the IPA (sim, Porn)


bruno
carrilho

C.E.O.

Como bom geek pós-moderno, o Bruno é farto em idiossincrasias. Com formação em Economia, gosta muito mais de ler sobre astro-física, evolucionismo ou história do 3º reich. Foi praticante federado de ténis, natação e polo aquático, já correu algumas maratonas, mas o que gosta realmente de ver é baseball, rugby e ciclismo. Trocou uma carreira corporativa e demasiadas horas dentro de aviões para poder aprofundar o seu geekismo e, nos intervalos, dedicar-se ao mundo da cerveja artesanal que descobriu nos Estados Unidos.

Estilo: Indie Rock    
Cerveja: Born in the IPA


bárbara
simões

Marketing e Comunicação

A Bárbara é a alma da Musa, responsável máxima pela nossa comunicação, gestão de marca e desenvolvimento de novos produtos. Foi a primeira pessoa a juntar-se, um ano depois, ao triunvirato de barbas que fundou a Musa. Se fôssemos um clube de futebol seria a nossa sócia #1 e teria direito ao melhor camarote. Tem um coração gigante, onde cabemos todos nós e, provavelmente, o resto do mundo.

Estilo: Samba      
Cerveja: Baltic Sabbath


francisca
camejo

Fábrica da Musa

"O queq vai ser?" sai-lhe da boca com a maior facilidade. É característica de quem sabe e gosta de receber. Não deixa ninguém de copo vazio e sabe enchê-lo como ninguém.
É a Francisca, a tasqueira residente.

Estilo: Rock Industrial        
Cerveja: Psycho Pilsner


iván
prego

Financeiro

Careca das caricas, um verdadeiro senhor a pregar sermões e a martelar o juízo nos processos, métodos, sistemas. É higiénico com palavras, planos e organogramas, e não tolera que se tropece em percalços e más combinações. Mas é também com as palavras que brinca e nos faz gargalhar. Tem piada até na unha do pé e é prego a fundo na chacota, no escárnio e no amor. Um caso bicudo. É o que é.

Estilo: Música Clássica        
Cerveja: Born in the IPA


inês
Ramalho

Marketing e Comunicação

É com enorme elegância que a nossa “mai nova” desfila entre fermentadores, caixotes de papelão e paletes de garrafas. Vinte e quatro anos de gente, mas a sensibilidade e o bom gosto de um clássico da Jane Austen. É na comunicação da marca que vai pregando as suas partidas e jogando o seu charme.

 

Estilo: Jazz                    
Cerveja: Filhos da MadrugAPA


fábio
nobrega

Produção

Fábio é Algarvio. Um homem do sul da Europa, com barba do Norte. Odeia ervilhas, mas adora azeitonas, sours e passar tempo na cozinha. Tem pendurado no queixo uns resquícios de mau feitio, mas é um verdadeiro doce. No trato, nas conversas, no coração. Fábio bebe como quem beija e faz cerveja como quem ama e nunca nunca as abandona. Mesmo ao fim-de-semana faz sempre uma visita às meninas dos olhos dele. Fábio é Fábio. Diz o Lima. E é mesmo.

 

Estilo: Rock Psicadélico      
Cerveja: Psycho Pilsner


pedro
silva

Produção

O Pedro Silva está com a Musa desde as primeiras garrafas e, por isso, é já o dono dos engarrafamentos e da engarrafadora. Entrou para a Musa de fininho e muito fininho, mas tanto ferro puxou, tanta caixa carregou que é já o dono das costas mais largas cá do sítio. E mais? Adora hip hop tuga, passa muitas horas no tik tok e depois destes anos todos gosta finalmente de cerveja.

Estilo: UK Drill              
Cerveja: Psycho Pilsner


maíra
patraquim

Musa da Bica

A Maíra está connosco desde o princípio e sobrevive às tempestades com uma enorme sensatez. Atrás do balcão ou em cima dele, a Maíra é dona de uma compulsiva vontade de ser feliz e fazer feliz os que estão à volta dela. Tem um coração daqueles grandalhões e uma enfurecida fúria de viver. É difícil não gostar dela, mesmo quando traz nas costas zero horas de sono e uma vontade gigante de nos mandar a todos dar uma volta.

Estilo: Jazz                    
Cerveja: Red Zeppelin


bruno
teixeira

Produção

Dá-nos uma tareia de boas maneiras todas as manhãs com aquele "bom dia para ti também", e faz-nos querer dançar com a rotuladora a toda a hora. Chama-se Bruno e trouxe o tarraxo para a fábrica e a ginga lá do bairro para os nossos dias. É todo boa onda, boa energia, boa cena. Tás a perceber. Ya?

Estilo: Rap
Cerveja: Mick Lager


marta
nery

Comercial

Campeã nacional de skate durante 5 anos, a nossa Marta leva o lema do tudo sobre rodas a um estatuto de alta competição. É também a alta velocidade e com imensa pedalada que a Marta corre o país de Centro a Sul a evangelizar a palavra da Musa. Cuidado com ela!

Estilo: Deep House            
Cerveja: All Hopologies


pedro
castro

Bares Musa

É o pai de todos nós. E sabem o que isso implica. Puxões de orelhas, reprimendas, gritos altos e muito amor. O rezingão dá-nos cabo do juízo à mínima falta de atenção e tritura-nos a paciência quando quer tudo absolutamente no sítio. Mas é por afeição que nos chama à razão, por amizade que nos tenta pôr a todos na linha. Pai sofre.

Estilo: Rock                  
Cerveja: Frank APA


rita
vián

Musa da Bica

A Rita é fado na voz. É fado nas costas enxutas. É fado no nariz que sempre arrebita. Mas esqueçam o campo semântico do fado na semiótica da Rita. É que ela é sorriso aberto e pragmatismo nos ombros. En(canta)dos? Nós também.

Estilo: Fado, né.              
Cerveja: Red Zeppelin


josé
veríssimo

Comercial

O Zé vive todos os dias como se o mundo fosse acabar no dia seguinte. Gosta muito de se divertir, se possível, com um copo de whisky na mão e um copo de vinho na outra. Cerveja é que nem por isso. O nosso Director Comercial é aquele bon vivant de bem sorriso rasgado. O desgraçado está no Porto e nós sentimos a falta dele todo o santo dia.

Estilo: Electrónica            
Cerveja: Whisky


francisco
jacob

Comercial

Tem o peso do profeta no cartão do cidadão. Francisco Jacob foi a sorte que os pais lhe deram e que agora tão bem carrega para todo o lado. Caixeiro viajante é o que nos diz quando abre a mala do carro e se prepara para espalhar o néctar mais inspirado pelo centro e sul do país. Estejam atentos, que ele anda aí.

Estilo: Tudo menos Reggaeton
Cerveja: Frank APA


bruna
Oliveira

Fábrica da Musa

Fala português com sotaque do interior de São Paulo. Menina de Santa Bárbara d’Oeste enrola os rrrr com aquele jeitinho doce e determinado que só ela sabe fazer. Batuqueira, fã de cachaça e de dançar descalça, a Bruna é aquele metro e meio de gente com uma grandeza de espírito difícil de alcançar. Mais coisas? É uma friorenta de primeira e em Outubro já veste dois pares de calças e é a maior fã de anime japonês. Quando era mai nova era cara chapada de Avril Lavigne.

Estilo: Música Brasileira    
Cerveja: Cookin' Weisse


ítalo
buzeli

Musa da Bica

É dono dos olhos mais doces do plantel. E tem um sorriso onde apetece dormir a fazer conchinha. Mas para quê dormir quando se pode passar a noite na balada com canções lambuzadas e danças sem complexos. O Ítalo é o nosso funkeiro da Picheleira, o gato mais gato do pedaço e a gargalhada mais verdadeira. Façam fila!

Estilo: Música Popular Brasileira
Cerveja: Frank APA


beatriz dilão

Produção & Eventos

É pianista e promove discos e concertos nas horas vagas. Gosta muito de comer e beber. Mais carne que peixe. Mais vinho que cerveja. Adora ficar horas à volta de uma mesa a roer cigarros e jogar conversa fora. É bem-disposta e tá-se-mesmo bem, a não ser quando acorda. Diz que odeia levantar-se da cama a não ser que esteja longe da sua cama (a viajar, de preferência). É mais campesina, que banhista. Mais de serra do que de mar. E odeiiiaa canela.

ESTILO: INDIE ROCK
CERVEJA: FRANK APA


vinicius del arco

Fábrica da Musa

Paulista de Diadema, o Vini odeia acordar cedo e, como tal, odeia estas nossas ideias malucas de fazer coisas a começar às 9h00 da manhã. Mas como é de comida que se trata o rapaz vai dando um desconto. É que ele odeia saltar da cama pela fresca, mas adora comer. Muito. Bom. E com chocolate, se possível. Como tal, não se importa nada de saltar para a cozinha e fazer o melhor bolo de chocolate do mundo e caprichar no arroz de feijão. O rapaz está em Portugal há seis anos e esperamos que tenha vindo para ficar.

Estilo: Reggae                  
Cerveja: Porn in the IPA (sim, Porn)


o que nos
inspira

Somos Musa para muita gente mas há muito boa gente que para nós é musa.
Descobre o que inspira as musas da cerveja.

música

Musa tem rock and roll no nome e na atitude. Garrafas que vestem os melhores êxitos, os grandes hits. Bares-pistas-de-dança. E uma vontade determinante em abraçar os novos artistas, as bandas emergentes, o que melhor se tem feito com a música portuguesa.


sede

Deixamos os trocadilhos para os rótulos. O que se bebe aqui é simples, sem grandes maneirismos ou truques afetados. Cerveja easy going que se bebe mais pela boca, do que pelo nariz. A cerveja Musa não é croma, mas é muito pouco chata.


forrobodó

A cerveja que faz rir antes da primeira trinca. Uma bebedeira de fino e gordo humor, feita por gente muito pouco graciosa, mas com alguma graça. A bebida mais espirituosa sem o ser de facto. Uma carraspana de trocadilhos.


os nossos

A Musa somos todos nós e as nossas circunstâncias. Uma turma de gente afoita, atrevida, com muito pouco juízo e ideias descabeladas. Uma equipa apaixonada com sangue na guelra e músculo até no dedo mindinho. Born to be wild.


pronúncia

Apesar de raízes em Marvila, a Musa tem tanto de lisboeta como todos os lisboetas têm. Ou seja, muito pouco. É uma cerveja com muita província e outra tanta pronúncia. De Fafe a Évora, da Corunha a Coimbra, do Porto a Portimão a Musa tem os pés em Lisboa, mas o coração, esse, anda por aí esbardalhado.


amigos

Sempre de portões escancarados e de braços abertos, adoramos receber quem nos bate à porta e gostamos ainda mais de bater à porta dos outros. Não há nada que nos dê mais prazer do que uma boa colaboração quer seja com produtores de vinho, cerveja, pão ou chocolate. Beber conhecimento e inspiração na casa dos outros é mesmo a nossa cena.


música

Musa tem rock and roll no nome e na atitude. Garrafas que vestem os melhores êxitos, os grandes hits. Bares-pistas-de-dança. E uma vontade determinante em abraçar os novos artistas, as bandas emergentes, o que melhor se tem feito com a música portuguesa.


sede

Deixamos os trocadilhos para os rótulos. O que se bebe aqui é simples, sem grandes maneirismos ou truques afetados. Cerveja easy going que se bebe mais pela boca, do que pelo nariz. A cerveja Musa não é croma, mas é muito pouco chata.


forrobodó

A cerveja que faz rir antes da primeira trinca. Uma bebedeira de fino e gordo humor, feita por gente muito pouco graciosa, mas com alguma graça. A bebida mais espirituosa sem o ser de facto. Uma carraspana de trocadilhos.


pronúncia

Apesar de raízes em Marvila, a Musa tem tanto de lisboeta como todos os lisboetas têm. Ou seja, muito pouco. É uma cerveja com muita província e outra tanta pronúncia. De Fafe a Évora, da Corunha a Coimbra, do Porto a Portimão a Musa tem os pés em Lisboa, mas o coração, esse, anda por aí esbardalhado.


amigos

Sempre de portões escancarados e de braços abertos, adoramos receber quem nos bate à porta e gostamos ainda mais de bater à porta dos outros. Não há nada que nos dê mais prazer do que uma boa colaboração quer seja com produtores de vinho, cerveja, pão ou chocolate. Beber conhecimento e inspiração na casa dos outros é mesmo a nossa cena.


os nossos

A Musa somos todos nós e as nossas circunstâncias. Uma turma de gente afoita, atrevida, com muito pouco juízo e ideias descabeladas. Uma equipa apaixonada com sangue na guelra e músculo até no dedo mindinho. Born to be wild.


música

Musa tem rock and roll no nome e na atitude. Garrafas que vestem os melhores êxitos, os grandes hits. Bares-pistas-de-dança. E uma vontade determinante em abraçar os novos artistas, as bandas emergentes, o que melhor se tem feito com a música portuguesa.


sede

Deixamos os trocadilhos para os rótulos. O que se bebe aqui é simples, sem grandes maneirismos ou truques afetados. Cerveja easy going que se bebe mais pela boca, do que pelo nariz. A cerveja Musa não é croma, mas é muito pouco chata.


forrobodó

A cerveja que faz rir antes da primeira trinca. Uma bebedeira de fino e gordo humor, feita por gente muito pouco graciosa, mas com alguma graça. A bebida mais espirituosa sem o ser de facto. Uma carraspana de trocadilhos.


os nossos

A Musa somos todos nós e as nossas circunstâncias. Uma turma de gente afoita, atrevida, com muito pouco juízo e ideias descabeladas. Uma equipa apaixonada com sangue na guelra e músculo até no dedo mindinho. Born to be wild.


pronúncia

Apesar de raízes em Marvila, a Musa tem tanto de lisboeta como todos os lisboetas têm. Ou seja, muito pouco. É uma cerveja com muita província e outra tanta pronúncia. De Fafe a Évora, da Corunha a Coimbra, do Porto a Portimão a Musa tem os pés em Lisboa, mas o coração, esse, anda por aí esbardalhado.


amigos

Sempre de portões escancarados e de braços abertos, adoramos receber quem nos bate à porta e gostamos ainda mais de bater à porta dos outros. Não há nada que nos dê mais prazer do que uma boa colaboração quer seja com produtores de vinho, cerveja, pão ou chocolate. Beber conhecimento e inspiração na casa dos outros é mesmo a nossa cena.


@cervejamusa

Search