Ale My Friends Clube | Edição #8

Caros amigos,

 

Em mês de celebração do nascimento de Jesus de Nazaré, oremos.

Comer, Orar, Amar, é o lema pelo qual oriento a minha vida (são também três verbos regulares, o que facilita muito a conjugação): como sempre que posso, rezo por mais comida e amo comer bem. À Julia ainda lhe apareceu um Bardem, eu não tenho essa sorte. Concentro-me então, quando não estou a comer, na busca incessante por cervejas que vos acendam a gambiarra e alumiem o coração. A Cavaca pode ter os melhores presépios, mas o vosso rei mago sou eu. Enquanto os meninos se esticavam na manjedoura, estive a preparar-vos um pacote que valha-nos deus nosso senhor salvador dos céus e da terra. Lucas e Mateus podem ter relatado a Natividade nos seus evangelhos, mas este pacote é digno de ser musicado por Lucas e Matheus. Um pacote para vos deixar o chitãozinho completamente xororó.

Um pequeno aparte: fui ainda agora ao google ver como é que se escrevia Xororó e descobri que não só Matheus faleceu, como também Leandro, de Leandro e Leonardo, o fez há já largos anos. Ganga muito justa e abusar dos falsetes dá nisto.

O pacote deste mês é, no entanto, pouco ou nada sertanejo. É a vossa arma secreta para quando estiverem sozinhos em casa, para acreditarem que de facto a Mariah só vos quer a vocês neste natal, para soltarem um Yippee-ki-yay, motherfucker a cada carica aberta.

Vamos a ele.

De Santarém chega-nos a Rima, uma pequena cervejeira comandada pelo também ribatejano José Pesquinha. Do belo elenco disponível escolhemos uma Red IPA robusta, caramelizada e amarga e uma Stout plena de aveia e sabores da lezíria -  Red Horse e Black Bull, respectivamente, dois animais das terras de mãe kikas que vão querer domesticar.

Voltamos a incluir uma Ophiussa, a grande sensação do panorama sadino. A Jararaca é uma belíssima new england pale ale. Ou seja, uma american pale ale mais turva, menos seca, menos amarga e mais aromática e lupulada que uma canónica APA. Muito mais dócil e menos venenosa que as homónimas sul-americanas.

Fomos ao Porto visitar a Sovina, uma das primeiras (há quem diga que é a primeira) cervejeiras artesanais portuguesas. Aqui a idade não é um posto, mas é certamente garantia de resiliência, busca de qualidade e experiência. Após algumas rondas de renovação interna, a Sovina ressurge no mercado aliada ao grupo E$porão, com nova equipa, nova imagem e novos sabores. Escolhemos a IPA, bem executada e lupulada e a Amber (bière de garde), uma pale ale forte clássica, inspirada no estilo do norte de França, óptima com bolo-rei ou, melhor ainda, sem bolo-rei.

A repetente Letra, a nossa melhor amiga de Vila Verde, traz-nos três cervejas maravilhosas. A letra E, belgian dark strong ale, uma delícia com aroma a especiarias e frutos secos, a Letra G, uma imperial stout rica, gulosa, incrível, e ainda a bendita Rebendita, uma milkshake IPA com maracujá da Madeira. Um trio maior que Odemira.

A MUSA traz quatro estrelas para este sapatinho, duas artistas a solo e duas colaborações. A primeira é a Baltic Sabbath, baltic porter aconchegante que produzimos uma vez por ano. Leves notas de café, chocolate amargo e amor doce, cobertas por uma espuma marfim almofadada e gentil. A Bock the X-Mas é uma doppelbock natalícia, feita com ingredientes alemães, inspiração alemã e mão-de-obra de Marvila. Maltada, um pouco alcoólica e muito festiva. Comfortably Yum é a segunda colaboração que fizemos com a Cierzo, cervejeira de Saragoça. Uma Hazy Double IPA saturada em lúpulo e amizade, gulosa, cheirosa, perigosa. Finalizamos o pacote com a JanIPA Salomé, double IPA que voltámos a produzir com a alentejana Barona. Cheira-me que vamos voltar a fazê-la muitas vezes.

 

Espero que passem um bom natal, festivus, revelhão e outras efemérides que vos apeteça celebrar. Escrevam-me para pedro@cervejamusa.com se tiverem dúvidas, sugestões, receitas porreiras ou simplesmente para me insultarem à vontade. Não enviem mais porno, por favor.

Cá estaremos no próximo ano, eu e o meu pacote. Ambos ao vosso serviço.

 

Um grande abraço,

Pedro Lima

Pesquisa